2 de out de 2016

21 gramas




"Há momentos, e você chega a esses momentos, em que de repente o tempo pára e acontece a eternidade."Fiódor Dostoiévski




ando enfastiada de eternidades
rosas fenecem
numas tardes escuras

morri
desabei
 sumi

mas a gente continua!

 mandalas
cânticos
velas

pronto!

 renasce

ressuscita

sem peso
e uns cem dramas
minha alma é magra,
 pesa 21 gramas!

um médium extra orbital
contou que flutua
viaja pra outras órbitas
vagando num azul abissal

dane-se o médium!

se nada disso for verdade
se meus 21 gramas nunca saírem do chão
 que fique registrado: foram  muito bem usados

 poesia, amore!

21 gramas de amor apreendido
e outros pesos pesados

ela  me salva

louca e sã
resgatada e perdida
traduzida e confusa
deusa e demônio

 ela, a poesia, é o traço!

com ele é que faço as marcas
 perfume perene de pele inexistente
beijo invisível, murmurado em versos toscos

ele trança essa teia
que me pensa e me pesa
ele entende e conversa com essas almas

distraídas
destruídas
destronadas

ele é bênção maldição e prece!