28 de mar de 2017

Pouso forçado


Sombra sentada sobre mim
Passagem para a melancolia
Tristeza discreta
Quase sem avaria
Nessa fase conformista
Dentro dos conformes
Liguei o modo avião
Funciona?
Não sei ao certo
Conto quando aterrar
Olho as ondas e marolas
Revoltas brandas
Céus de brigadeiro
Todo dia um golpe
Um soco na boca da alma
E, pelo canto do olho assisto
Outra conquista estuprada
Quem liga?
Aperte os cintos
Não olhe pra baixo
Não se afogue
Não se queixe
Não desabe
Esqueça o goblin
Amarre o incubus
Desacelere !
Lá vem a pista!