1 de fev de 2009

descaminhos




teus olhos hábeis
traçaram descaminhos

nas vidraças
nas janelas

não evitei
não discuti

chegaram assim
sem aviso

raios alaranjados
cobriam o céu

teu sorriso me olhava
num consentimento velado

felicidade breve
apressada e distraída

estilhaçando ocasos
bailando em nossas línguas