28 de mar de 2017

IMBERBE


Dias tensos
Amanhã a lua muda
E quem sabe?

Deslize...deslinde
desatando... desatando

Essas conexões nunca fecham
elas esmaecem
tornam as visões turvas
Você sabe

Tudo ainda está aqui
traços finos na pele
riscos de sangue e estrela

As árvores sopram uma canção
O tempo vai passar
Os signos tatuados na pele brincam

E essa lua!

Começa a minguar
pega pesado
Tudo parece de chumbo

Plúmbeo
confuso

A lua muda e
tudo vira vida!

Corre lua!
Avança tempo!
Roda a roda.
Corre! Corre!