10 de jul de 2012

Poema que o Raimundo Lonato fez pra mim:


Para Rosa Cardoso
...

Sibilas teus segredos,
tal como as serpentes,
enroscam-se em nuvens.

As feras, afiam as garras;
asas e dentes, apartam-se
dos corpos dormentes.

Rosam versos nos lábios;
desencantam-se  as fadas
vendo o voo dos pássaros.

Amolecem os dedos dos sátiros
 nas  sombras saltam palavras
  segredos desatam laços
na boca larga dos mitos.