24 de set de 2016

Estro





A folha em branco me olha
Nada que escrevo me sorri
Encontro só indícios...
Vagos e incertos
Que nada dizem

Perdida em sensações

Deleto
Rasgo
Amasso
Espremo
Risco
Rabisco

E desisto
Afogada em sílabas mortas.