29 de ago de 2006

Poente



No azul sereno
discreto e eterno
flutuam nuvens pálidas
Luas diurnas
ainda opacas
oscilam suaves
banhadas de um leve rosa
reunem-se num sorriso
num adeus alegre
para um sol cansado.